Estreia positiva da Ray Racing Team

PDF

   O Ray Racing Team estreou-se este sábado, no Autódromo do Estoril, no Iberian Supercars Trophy, com um bom resultado, sexto posto na geral, amealhando assim pontos importantes para a competição. Tendo em linha de conta que este era o baptismo de pista da estrutura algarvia - os pneus Pirelli são novidade para equipa e pilotos – o resultado foi auspicioso frente a uma concorrência extremamente forte.

Hugo Godinho realizou um bom arranque desde o terceiro lugar da grelha partida, tendo, porém, que perder algumas posições na primeira para não comprometer as suas aspirações. A inexperiência da equipa com os pneumáticos transalpinos acabaram por condicionar o andamento do carro de Maranello, acabando o piloto de Coimbra por entregar o carro ao seu colega de equipa no quinto posto, após uma operação de boxes rápida e eficaz, menorizando qualquer perda de tempo. “Larguei bem mas, na terceira curva para evitar a confusão, perdi um lugar. No início da corrida consegui manter um bom ritmo, até que os pneus começaram degradar-se rapidamente, o que nos obrigou a perder tempo para os pilotos que seguiam à minha frente. Temos alguns desafios pela frente, começando por perceber melhor os pneus Pirelli e adaptar o Ferrari F430 GT2 às suas exigências. Estamos a trabalhar afincadamente para que amanhã possamos estar mais competitivo de forma a alcançar bons resultados”, sublinhou com segurança o piloto do Ray Racing Team.

João Figueiredo estreava-se assim no Ray Racing Team ao volante do Ferrari F430 GT2, completando uma segunda parte de corrida difícil, sendo evidente o desgaste anormal dos pneus que calçavam o GT italiano. Ainda assim, o jovem da equipa algarvia retira ilações positivas da prova deste sábado. “Foi uma estreia prometedora, mas ainda há muito para melhorar e evoluir e esperamos que a corrida de amanhã seja um passo nesse sentido. Foi importante localizar onde temos que nos concentrar e vamos, também, conhecendo melhor como estes novos pneus da Pirelli funcionam para assim podermos tirar o melhor partido deles. Estou a adaptar-me progressivamente ao Ferrari e penso que na segunda corrida poderemos alcançar um resultado melhor. É esse o nosso pensamento – melhorar”, refere o piloto da estrutura lusa, que se bateu até à última curva pelo quinto posto com um dos seus adversários.

A Ray Racing Team terá amanhã a segunda corrida do programa que se realiza este fim-de-semana no Autódromo do Estoril, com início marcado para as 14h locais, arrancando .João Figueiredo do quarto posto da grelha de partida.