Patrick Cunha: Férias perfeitas era estar à frente de todos os Campeonatos

PDF
   Agora que estamos nas férias de verão, que balanço fazes da primeira parte da temporada?

Patrick Cunha: Faço um balanço positivo do Campeonato de Portugal de Circuitos e do Iberian Supercars Trophy, competições em que estamos a lutar pela vitória. No Campeonato de España Iber GT não é tão positivo devido aos azares que tivemos na corrida de Jarama, mas vamos continuar a dar o nosso melhor para tentar ficar nos três primeiros.

Qual foi o momento alto da temporada até agora?

Patrick Cunha: Para mim, foi a corrida do International GT Open no Algarve, onde não fiz a pole-position por um décimo de segundo entre inúmeros GT2. Penso que teria feito a melhora volta, se a pista não fechasse devido a uma saída de pista de outro concorrente. Já a corrida foi fantástica.

Qual foi o momento menos positivo que viveste na temporada de 2012?

Patrick Cunha: Os momentos menos positivos foram a primeira corrida de Braga, onde escandalosamente nos tiraram a vitória devido a erro dos comissários, e a corrida de Jarama, onde ficámos logo na primeira curva.

Quais são as tuas perspectivas para a restante temporada?

Patrick Cunha: As perspectivas são ganhar o Campeonato de Portugal de Circuitos e o Iberian Supercars Trophy, e ficar entre os três primeiros no Campeonato de España Iber GT.

Uma vez que estamos em época de férias, o que são para ti umas férias perfeitas?

Patrick Cunha: Para mim, umas férias perfeitas são estar com a família e amigos a divertir sem preocupações, se possível no Gerês a dar saltos de wake board. No final da tarde comer e beber bem (risos)... Mas com moderação. Claro, gosto de sair à noite para, sobretudo, me divertir. Mas, perfeitas, perfeitas, era ter entrado de férias à frente de todos os campeonatos e com muita vantagem (risos)...

Siga a temporada da GOODSENSE Racing Team através da sua página do Facebook e do seu website.