Nurburgring: o princípio da decisão

PDF
   A ronda alemã da mais importante competição reservada a carros de GT terá um impacto decisivo no desfecho de ambos campeonatos – de pilotos e de equipas – estando os protagonistas preparados para mais uma fim-de-semana de intensas lutas.

O facto de dois dos principais actores terem Nurburgring como o seu plateau nacional só intensifica a expectativa gerada.
A pista germânica apresenta inúmeros desafios aos pilotos, oferecendo um cocktail de curvas de alta e baixa velocidade, incluindo a chicane NGK que será usada durante a visita do Campeonato do Mundo FIA GT1. Para além disso, as condições climatéricas instáveis também dificultam a vida aos engenheiros e pilotos na busca das melhores afinações.
Esta será a segunda visita da competição a Nurburgring, depois do traçado germânico ter albergado a sexta ronda da época de 2010.
Este ano a batalha pelo ceptro de pilotos é extremamente intensa, com o duo da Vita4One Racing BMW – Michael Bartels e Yelmer Buurman – a liderar a dupla da All-Inkl.com Münnich Motorsport Mercedes - Marc Basseng e Markus Winkelhock – por seis pontos.
Na ronda anterior, realizada na Rússia, Basseng e Winkelhock ganharam terreno valioso, enquanto os BMW Z4 foram afligidos com problemas mecânicos e dificuldades com os pilotos, o que impediram aos líderes somar mais de seis pontos.
Quem mais lucrou com a visita à Rússia foram Stef Dusseldorp e Fred Makowiecki que, com a vitória na Corrida de Campeonato ao volante do McLaren MP4-12C da Hexis Racing, subiram ao terceiro lugar do Campeonato de Pilotos com cento e dez pontos.
Na tabela de pontos do Campeonato de Equipas é a All-Inkl.com Münnich Motorsport Mercedes que leva vantagem, com duzentos e sete pontos, face aos cento e setenta e três da Vita4One Racing BMW e os cento e sessenta e cinco da Belgian Audi Club Team WRT.
Marc Basseng, o líder da formação que coloca em pista os carros de Estugarda e divide o SLS AMG número trinta e oito com Markus Winkelhock, está entusiasmado com o regresso a Nurburgring, um circuito onde o duo já provou o sabor do sucesso. “Esta pista é verdadeiramente especial para mim e para o Markus. Alcançámos o nosso maior triunfo lá, quando vencemos as 24 Horas de Nurburgring este ano. O circuito de Grande Prémio é mais curto e é muito interessante – a zona da Curva Dunlop é quase a fundo, a caminho da subida, é fantástica. É uma verdadeira pista de corridas e bastante rápida.
Quanto ao Campeonato, Basseng apontou: “Temos que somar novamente mais pontos que o BMW e temos que ter atenção também aos homens da Hexis Racing McLaren. As condições climatéricas serão muito interessantes, dado que tenho a certeza que vamos encontrar chuva e pista seca, portanto, temos que estar preparados para tudo, mas neste momento temos uma equipa extremamente motivada”.
Winkelhock, que liderou em Nurburgring um Grande Prémio de Fórmula 1 ao volante de um Spyker, sublinha que “um bom equilíbrio aerodinâmico e uma boa velocidade de ponta” serão de capital importância ao longo do fim-de-semana.
Nicky Pastorelli, que divide o Mercedes número trinta e sete da All-Inkl.com Münnich Motorsport com Thomas Jager, acredita que o SLS AMG estará bastante adaptado à pista. “Teoricamente, este traçado deve favorecer-nos, portanto, deverá ser possível garantir bons resultados”, afirmou o holandês, que acrescentou: “Neste momento lideramos o Campeonato de Equipas e seria muito bom se pudéssemos estender a nossa vantagem. Para além disso, os nossos colegas de equipa têm boas hipóteses de vencer o Campeonato de Pilotos. Eu e o Thomas ainda temos boas possibilidades de terminar o campeonato numa boa posição”.
Yelmer Buurman, que já venceu por duas vezes em Nurburgring na Superleague Formula, gosta bastante da pista. Juntamente com Michael Bartels, espera poder recuperar depois dos problemas que o duo da BMW experimentou em Moscovo. “Sempre gostei muito de Nurburgring. Tem todos os tipos de curvas. Algumas zonas de travagens fortes, curvas lentas, médias e algumas verdadeiramente rápidas. É sempre um desafio”, afirmou o holandês, que sublinhou ainda: “O nosso objectivo é permanecer à frente do campeonato e, para isso, convém subir ao pódio uma ou duas vezes”.
Por seu lado, o Belgian Audi Club Team WRT tem como objectivo manter o terceiro lugar no Campeonato de Equipas, de acordo com Laurens Vanthoor, que faz equipa com Stephane Ortelli.
A dupla garantiu dois terceiros lugares na Rússia, ao passo que os seus colegas de equipa, Olivier Jarvis e Frank Stippler, asseguraram a vitória na Corrida de Qualificação.
Vanthoor, que recentemente venceu as 24 Horas de Zolder, tem um bom conjunto de resultados em Nurburgring ao volante de monolugares. “Em 2009 venci o Campeonato Alemão de Fórmula 3 nesta pista, é um momento que nunca esquecerei. A nossa ambição é garantir o terceiro lugar no campeonato. Isso ainda é possível e seria um resultado muito bom para a Audi WRT no seu primeiro ano no Campeonato do Mundo FIA GT1. Se pudermos manter a tendência da Eslováquia e de Moscovo, então tudo será possível.
É muito agradável pilotar em Nurburgring. Tem inúmeros desníveis naturais o que torna tudo mais excitante para o piloto e no que diz respeito às afinações do carro.
Tem inúmeras curvas rápidas, lentas, ganchos e chicanes. É uma das minhas pistas preferidas do calendário”, afirmou o belga.
A ronda alemã marca igualmente o regresso dos Lamborghini da Reiter Engineering, que não puderam efectuar a deslocação à Rússia.
A equipa tem também um novo duo de pilotos no carro número vinte e quatro: Jeroen Bleekmolen e Mike Parisy.
O holandês detém o recorde do mais jovem piloto a vencer uma corrida de FIA GT, ao passo que o francês garantiu este ano uma vitória ao volante de um dos carros da Exim Bank Team China Porsche.
Armaan Ebrahim, que na Rússia dividiu o Ford GT da Sunred com Benjamin Lariche, voltará a fazer equipa com o francês.
Paralelamente, à oitava ronda do Campeonato do Mundo FIA GT1, realiza-se também a derradeira etapa do Campeonato da Europa FIA GT3, campeonato onde o Team Novadriver tem a possibilidade de alcançar o terceiro posto da competição de pilotos.
Dominik Baumann e Maximilian Buhk, ao volante de um dos Mercedres SLS da Heico Gravity-Charouz, protagonizaram uma temporada extraordinária, somando quatro vitórias, chegando a Nurburgring com cento e sessenta e quatro pontos, o que lhes permite uma vantagem de trinta e seis pontos sobre o duo da AF Corse, Michael Lyons e Stefano Gai. Muito embora estejam ainda cinquenta pontos em liça, só um cataclismo poderá impedir que a dupla do carro de Estugarda alcance o ceptro europeu deste ano.
No Campeonato de Equipas a AF Corse, com duzentos e noventa e cinco pontos, tem nove de vantagem sobre a Heico Gravity-Charouz, sendo estas as duas únicas estrutura a poder conquistar o título. Com os dois carros da formação transalpina a mostrarem-se bastante consistentes, a equipa dos carros alemães terá que ter um fim-de-semana perfeito.
Como é habitual, o Team Novadriver, que tem ao seu serviço Ni Amorim e César Campaniço, marcará presença na grelha de partida do Campeonato da Europa FIA GT3. O duo luso venceu a segunda corrida da Rússia e tem ainda uma palavra a dizer no desfecho das posições cimeiras do campeonato.
Amorim e Campaniço têm vindo a subir de forma desde Navarra, onde garantiram o seu primeiro pódio, conquistando um segundo lugar no Algarve e uma vitória em Moscovo. Com cento e catorze pontos, o duo do Audi R8 português aponto para o pódio do campeonato como objectivo. “Vamos para Nurburgring com confiança, depois dos bons resultados que garantimos em Moscovo. Por outro lado, a nossa vitória na Rússia significa que teremos um handicap maior na primeira corrida da Alemanha, portanto, teremos que dar o nosso melhor para terminarmos numa boa posição.
Esperamos poder realizar bons resultados, dado que ainda podemos alcançar o segundo lugar do campeonato e tentaremos aproveitar todas as oportunidades para alcançar esse objectivo”, afirmou Ni Amorim.
À semelhança do que aconteceu na Rússia, as corridas do Campeonato da Europa FIA GT3 será disputada conjuntamente com as do Campeonato do Mundo FIA GT1.
 
Como seguir o Campeonato do Mundo FIA GT1:
Online:
Visite o novo website do Campeonato do Mundo FIA GT1 (www.gt1world.com) para seguir em directo a transmissão das corridas e dos tempos, para além de poder manter-se a par das últimas notícias, entrevistas, artigos de fundo e resultados.
Youtube: Live streaming e as nossas peças de fundo GT1-LIFE estarão disponíveis no canal de Youtube GT World: http://www.youtube.com/gt1world.
Siga-nos no Facebook e no Twitter.
Televisão:
Haverá cobertura televisiva de todas as rondas do Campeonato do Mundo FIA GT1. Para uma listagem dos canais de televisão visite: www.gt1world.com.
Fotografia
Imagens de alta-resolução para utilização editorial estão disponíveis em: http://media.gt1world.com/