Donington: O final da batalha das marcas

PDF
   A ronda de Donington do Campeonato do Mundo FIA GT1, que se disputa no próximo fim-de-semana, marca o culminar de uma temporada intensa e bem disputa, representando também o desfecho da batalha para ambos os títulos de 2012.
No circuito inglês a batalha das marcas terá como grandes protagonistas a Mercedes e a BMW, as duas candidatas aos títulos.
A liderar o Campeonato de Pilotos estão Marc Basseng e Markus Winkelhock, que dividem o SLS AMG número trinta e oito da All-Inkl.com Münnich Motorsport, posição alcançada depois do segundo posto na Corrida de Campeonato de Nurburgring, ostentando um ponto de vantagem sobre Michael Bartels e Yelmer Buurman, que partilham um dos BMW Z4 da Vita4One BMW.
Para Basseng, que tem as funções de piloto e de chefe de equipa da All-Inkl.com Münnich Motorsport, a viagem a Donington será uma caixinha de surpresas. “Nunca lá estive, nem sei bem onde é. No entanto, um dos nossos engenheiros conhece-o muito bem dos tempos do BTCC e garante que é um circuito bom para o nosso carro e o Markus (Winkelhock) conhece-o da sua carreira dos monolugares.
Sei que é um circuito cheio de história. Penso que Donington é uma boa solução para todos como última etapa, dado que é uma novidade para quase toda gente. Tenho que começar a aprender a pista desde o início.
Como sempre, daremos o nosso melhor e, se as coisas nos correrem bem, temos fortes possibilidades de vencer o Campeonato de Construtores e o Campeonato de Pilotos também. Vencer os dois seria uma forma fantástica de terminar a temporada.
Entramos na última prova na liderança de ambos os campeonatos, portanto, somos nós os alvos. Aguardamos um desafio duro”, afirmou Basseng.
Winkelhock é um especialista de Donington. Correu lá na Fórmula Renault 2.0 em 2000 e venceu a ronda da Fórmula Renault World Series de 2005 realizada na pista inglesa.
Quanto ao próximo fim-de-semana, os seus objectivos são claros. “Os nossos desideratos para Donington são evidentes – marcar o máximo de pontos possível e vencer o campeonato.
Tem sido uma grande temporada para mim, para o Marc (Basseng) e para a equipa. Temos tido bons resultados e, se conseguirmos vencer ambos os títulos, seria fabuloso.
Trabalhámos arduamente para chegarmos aqui nesta posição e esperamos poder estar em condições de a defender ao longo do fim-de-semana”, sublinhou o alemão da Mercedes.
Bartels, múltiplo-campeão de GT, que disputou a ronda de FIA GT disputada em Donington em 2004, sabe bem o que é preciso para conquistar campeonatos de GT de nível mundial.
O alemão, que venceu o Campeonato de Pilotos em 2006, 2008, 2009 e 2010 e geriu ambos os títulos da Vitaphone (Vita4One) ao longo desse período, foi igualmente Campeão Mundial de GT1, na companhia de Andrea Bertolini, na temporada inaugural da competição, em 2010.
O piloto da Vita4One demonstra-se apostado em assegurar outro título, desta vez ao lado de Buurman. “Estamos a apenas a um ponto do Mercedes, portanto, quem cometer menos erros ao longo do último fim-de-semana estará em melhor situação.
Tanto o Marc (Basseng) como o Markus (Winkelhock) são experientes, sabem, portanto, gerir esta situação tão bem como nós.
Ambos os carros têm os ingredientes básicos para um circuito que tem, sobretudo, curvas de média-alta velocidade, excepto as últimas.
Para mim, pessoalmente, tenho que melhorar a minha performance em qualificação e garantir que temos um bom início de fim-de-semana. A equipa está pronta, apesar de ser o pouco o tempo que medeia esta prova da ronda de Nurburgring.
Vamos assegurar que as preparações deste fim-de-semana corram na perfeição. Estamos muito próximos da All-Inkl.com Münnich Motorsport Mercedes no que diz respeito às batalhas nas boxes, os carros estão muito equilibrados, logo, os pilotos têm que desempenhar o seu papel.
No fundo, um pequeno erro poderá decidir campeonato”, afirmou Bartels.
Buurman tem também experiência deste circuito, dado ter competido lá na Fórmula Renault 2.0, Fórmula 3, World Series by Renault e Superleague. “É uma pista muito fluida e é o meu circuito preferido no Reino Unido. Para além disso, acredito que não será desfavorável ao nosso BMW.
Estamos agora em segundo lugar no campeonato, a um ponto do campeonato e trinta e um à frente dos pilotos da McLaren.
Vamos fazer tudo para ficar no topo da classificação depois da Corrida de Campeonato de domingo”, afirmou o holandês.
Depois de terem vencido na Rússia, o duo da Hexis Racing McLaren, Fred Makowiecki e Stef Dusseldorp, chegou a Nurburgring com possibilidades de lutar pelo título, mas a ronda alemã colocou um ponto final nas suas possibilidades.
A dupla do carro inglês garantiu a pole-position para a Corrida de Qualificação, mas um problema na suspensão dianteira e um incidente com um carro de GT3 em que o francês foi considerado culpado, sofrendo um Drive-Through, colocou um ponto final nas suas aspirações.
Philippe Dumas está ansioso por ver a Campeã de Equipas de 2011 colocar o desapontamento de Nurburgring para trás das costas com um bom resultado em Donington. “Vamos continuar a lutar por elevar o nome da Hexis e da McLaren GT o mais alto possível. Vamos dar o nosso melhor para vencer a última corrida e quero oferecer ao nosso carro inglês um triunfo em solo pátrio.
É claro que estamos desapontados com as corridas do passado fim-de-semana, dado que estávamos competitivos e acabámos por somar apenas três pontos.
Estivemos perto de algo em grande este ano, mas temos que admitir que tivemos demasiadas questões técnicas para lutar pelos títulos mundiais. São assim a vida e as corridas.
Esta nova aventura com a McLaren GT e a forma como melhorámos ao longo da temporada reforçou a credibilidade da Hexis Racing no mundo das corridas de GT. Mas temos ainda Donington para mostrar que somos os melhores e vencermos”, afirmou chefe de equipa da formação francesa.
Makowiecki e Dusseldorp, com cento e onze pontos, têm apenas uma pequena possibilidade matemática de alcançar o título.
No Campeonato de Equipas, All-Inkl.com Münnich Motorsport Mercedes, com duzentos e trinta e quatro pontos, e a Vita4One Racing BMW, com cento e noventa e oito, são as principais candidatas ao título, mas a Belgian Audi Club Team WRT, no terceiro lugar com cento e setenta e nove pontos, tem o olhos postos no pódio.
Depois de terem sentido a pressão da Hexis Racing McLaren, os homens dos carros alemães saíram de Nurburgring com a sua vantagem intacta, muito embora tenham somado apenas catorze pontos. “A única boa notícia é que a Hexis, que nos ameaçava na classificação de equipas, não recuperou qualquer ponto (n.d.r.: em Nurburgring), portanto, vamos para Donington com o intuito de defender o derradeiro lugar do pódio do campeonato”, explicou o director desportivo da equipa, Pierre Dieudonné.
O herói local, Olivier Jarvis, que divide o Audi número trinta e três com Frank Stippler, está satisfeito por terminar a temporada no seu país. “Donington é uma das melhores pistas britânicas e estou feliz por concluir lá a época. Infelizmente, não tive a oportunidade de competir lá nos últimos anos, portanto, será extremamente interessante regressar, especialmente para pilotar o Audi R8.
Esperávamos entrar na derradeira ronda da temporada a lutar pelo campeonato, contudo, continuamos motivados e seria fantástico terminar a época em alta e marcar dois pódio, o que seria uma recompensa para equipa depois de todo o esforço que realizou ao longo da temporada”, afirmou o inglês.
A lista de vencedores das oito rondas do campeonato já disputadas ostenta sete marcas distintas. Audi, BMW, Ferrari, Lamborghini, McLaren, Mercedes e Porsche passaram pelo topo do pódio. Apenas a Aston Martin e a Ford não provaram o sabor do champagne.
Nas grelhas de partida deste ano figuraram diversas marcas de carros desportivos – Aston Martin, Audi, BMW, Ferrari, Ford, Lamborghini, McLaren, Mercedes e Porsche.

Corridas disputadas e excitantes foram características marcantes ao longo da temporada de 2012 e este fim-de-semana espera-se mais emoções fortes enquanto o destino dos campeonatos é decidido.