McLaren garante dupla vitória em corrida dramática

PDF
   Fred Makowiecki e Stef Dusseldorp conquistaram uma dupla vitória para a Hexis Racing McLaren, num clímax dramático do Campeonato do Mundo FIA GT1 em Donington.

O duo franco-holandês, depois do triunfo na Corrida de Qualificação, voltou a impor-se este domingo, o que, no entanto, não impediu que Marcus Winkelhock e Marc Basseng alcançassem o título de pilotos e a All-Inkl.com Münnich Motorsport Mercedes o ceptro de equipas.
Porém, a decisão dos campeonatos não foi livre de polémica, uma vez que acabou por se verificar um toque entre os candidatos ao título, o Mercedes SLS número trinta e oito e o BMW Z4 número dezoito, pouco depois da ronda de paragens nas boxes, o que ditou o abandono de ambos e a entrega dos ceptros aos homens do carro de Estugarda.
A corrida foi terminada ainda com doze minutos por disputar, dado que a equipa médica estava a prestar auxilio a Yelmer Buurman. O holandês foi, posteriormente, levado ao Centro Médico da Rainha, em Nottingham, para inúmeros testes.
Este incidente significou que Marcus Winkelhock e Marc Basseng asseguraram o Campeonato de Pilotos, ainda que provisoriamente, tornando-se efectivo ao final da tarde, quando os comissários desportivos decidiram desclassificá-los da prova de hoje, o que ainda assim os mantém no topo da tabela de pontos.
“Obviamente que o acidente tem que ser investigado. O mais importante é sabermos que o Yelmer está bem, isso é o mais importante.
O Markus (Winkelhock) também foi ao centro médico, dado que é sempre bom ter a certeza de que está tudo bem”, afirmou Marc Basseng.
A vitória de hoje de Makowiecki e Dusseldorp elevou-os até ao segundo lugar do campeonato com cento e quarenta e quatro pontos.
Bartels e Buurman, que asseguraram dois pontos fruto do nono lugar, ficaram na terceira posição com os mesmos cento e quarenta e pontos.
“Foi muito bom garantir duas vitórias aqui, no final da temporada, mas é óbvio que estamos preocupados com o Yelmer e esperamos que esteja tudo bem com ele.
O nosso objectivo era conquistar duas vitórias para a McLaren e o Stef e eu estamos satisfeitos por o termos alcançado. Terminar o campeonato na segunda posição é um bom final de temporada”, afirmou o Fred Makowiecki.
No segundo lugar na corrida de hoje ficou o Lamborghini número vinte e cinco da Reiter Engineering, dividido por Peter Kox e Stefan Rosina, imediatamente à frente do McLaren da Hexis dividido por Gregoire Demoustier e Álvaro Parente.
Peter Kox afirmou após a corrida: “Este fim-de-semana foi fantástico para nós. A Reiter realizou um trabalho fantástico, as paragens nas boxes foram quase perfeitas e conseguimos um bom resultado. O Fred (Makowiecki) estava demasiado rápido para nós, mas segundo é muito bom, demos o nosso melhor.
Este campeonato foi muito competitivo e nós conseguimos algumas vitórias. Não lutámos pelo título, mas mostrámos em pista boas performances”.
Numa primeira volta tórrida, a corrida foi interrompida devido a um toque entre o Ford GT número dez de Laurent Groppi e o BMW número dezassete de Nikolaus Mayr-Melnhof na saída de Redgate.
Mayr-Melnhof entrou na relva na saída, durante a aproximação a Hollywood e, quando regressou à pista, atingiu a traseira esquerda do Ford, enviando os dois carros para a barreira de pneus.
“Foi um impacto forte. Saí bem mas, quando estava a virar, as coisas ficaram complicadas. Regressei da relva e, num ângulo mau, infelizmente, bati no Ford.
Lamento imenso, mas tive que atacar para ajudar o carro número dezoito, mas não deu certo”, afirmou o austríaco.
Ambos os carros sofreram danos extensos e foi preciso reparar a barreira de pneus.
All-Inkl.com Münnich Motorsport Mercedes assegurou o título de equipa antes da corrida ter recomeçado, devido ao incidente entre o BMW número dezassete e o Ford.
A equipa alemã conquistou duzentos e quarenta e sete pontos, ao passo que a Hexis Racing McLaren, com os quarenta pontos alcançados hoje, subiu ao segundo lugar com duzentos e nove, à frente da Belgian Audi Club Team WRT (203) e da Vita4One Racing BMW (199).
Mathias Lauda, Vita4One Racing BMW, resumiu a última ronda do campeonato para a equipa alemã. “Este foi um fim-de-semana negro – perdemos o nosso carro na primeira curva e, depois, um toque mau no outro.
A Vita4One trabalhou arduamente ao longo do ano e é muito triste terminar assim”, sublinhou.